.mais sobre mim

Envia-me um e-mail

.pesquisar

 

.posts recentes

. Garrano

. Urso pardo

. Hamster

. O coelho

. Os Golfinhos

. Carta ao Verdinho - Escol...

. PATO-REAL

. A LONTRA

. O GANSO

. Melro-metálico

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

|ESPAÇO CRIANÇA| |DICAS VERDES| |DIAS AMBIENTAIS| |ANIMAIS|

|PLANTAS| |AMBIENTE| |HISTÓRIAS E JOGOS| |SONDAGENS|
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

O sol é muito importante. Sabes porquê?

O sol é a estrela mais próxima da Terra. Sabias que a luz solar demora 8 minutos a chegar à Terra?
 
Consegues imaginar as plantas sem sol?
 
As plantas não vivem sem sol. As plantas com a ajuda da energia do sol e com a absorção de nutrientes do solo produzem o seu próprio alimento. Este processo que a planta realiza chama-se fotossíntese.
 
Depois as plantas servem de alimento a muitos seres vivos, como os gafanhotos, os coelhos, os pandas e muitos mais. Estes animais chamam-se herbívoros. Agora já sabes o que são herbívoros. Herbívoros são animais que se alimentam de plantas.
 
Sem sol não existiam plantas. E as plantas são tão importantes, elas dão-nos oxigénio para respirarmos.
 
O Homem precisa de sol?
 
O Homem não vive sem o sol. É ele que nos dá calor, luz e que nos faz estar mais bem dispostos. É o sol que faz crescer os vegetais e os frutos que nos servem de alimento. Sem o sol não havia vida na Terra.
 
Podemos extrair vitamina D da sardinha e do salmão, mas também do sol. O Sol faz com que seja produzida no nosso corpo a vitamina D, que ajuda ao bom desenvolvimento dos ossos e a prevenir certas doenças. Mas não te esqueças, quando fores passear ao ar livre usa um boné e protector solar!
 
Qual a importancia do sol no ciclo da água?
 
O sol faz com que a água de rios, lagos, lagoas e oceanos evapore dando origem à chuva, à neve e ao granizo.
 
Conheces as formas de aproveitar a energia do sol?
 
Já alguma vez viste painéis solares?
Quando fores para a escola procura painéis solares nos telhados das casas.
 
Uns painéis captam a energia libertada pelo Sol e transformam-na em energia térmica. Esta energia serve para aquecer a água das nossas casas, a água do banho e da piscina. Isto é a energia solar térmica.
 
Outro tipo de painéis capta os raios solares e transforma-os em electricidade. Isto é a energia Fotovoltaica.
 
Curiosidade: Sabias que houve um rei que quis ser conhecido como o “Rei Sol”?
                     Chamava-se Luís XIV e foi rei de França.
 
Verdinho
sinto-me:
tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 19:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

B.I DO SAPO COMUM

  

Nome científico:Bufo bufo (Linnaeus, 1758)
 
Nome comum:Sapo-comum, Sapo-europeu, Sapo, Sapinho.
 
Nacionalidade:Sapos surgem por todo o lado onde haja água e terra, desde áreas agrícolas, zonas de montanha, montados de sobro e azinho, e bosques de caducifólias. Esta espécie encontra-se distribuída por toda a Eurásia, excepto a zona setentrional, e norte de África. Em Portugal, pode ser encontrado de norte a sul do país.
  
Morada:O sapo nasce na água e é filho da terra e com ela se confunde. Vive e sobrevive nestes dois elementos, mas também nos palácios, na mesa e cama das princesas, nas suas banheiras e frequentam assiduamente as festas e os jardins reais…
 
Género:Os sapos são geralmente machos no imaginário tradicional. Na maioria dos contos, são bichos apenas até encontrarem quem os ame. Depois, tornam-se príncipes. Na realidade, existem sapos fêmea e sapos macho, sendo que elas podem chegar aos 20 cm de comprimento e eles aos 15 cm.
 
Filiação e Nascimento:No início da Primavera, abandonam os esconderijos invernais, efectuando longas caminhadas até aos pontos de água onde ocorre a reprodução. Este aspecto migratório, deve-se ao facto destes animais mostrarem, ano após ano, preferência pelos mesmos locais de reprodução.Os sapos nascem de cânticos e de abraços longos e bem apertados (amplexo), em diversos pontos de água como charcos, braços de rio, etc. A fêmea põe então um cordão gelatinoso de ovos, que pode ter entre 2000 a 8000 ovos esféricos, enquanto o macho os fecunda. A sua gestação é por isso ovípara, passando pelas fases de ovo, larva e adulto, ocorrendo uma metamorfose radical nos próximos 2 a 4 meses, o tempo de passagem de girino a adulto.
 
Idade:Primordiais, inumeráveis e sempre em franca reprodução. Nascem muitos, sobrevivem poucos e morrem cedo. Na natureza, apesar de possuírem imensos predadores, podem chegar a viver entre 7 a 10 anos. Em cativeiro, podem viver até aos 30 anos. As principais ameaças a esta espécie são as crenças populares que traçam um retrato negativo deste animal, destruição do habitat natural e atropelamentos.
 
Estado civil:Quase sempre solteiros e à procura de noiva.
 
Crenças:Tratam-se de ditos populares que por traçarem aspectos negativos sobre o sapo, que não correspondem à verdade, promovem a perseguição humana a estes animais:
  • Um bocado de pão dentado, se for dado a um sapo, por qualquer pessoa que nos queira mal, mirra-se o sapo e mirramo-nos nós.
  • Quando um sapo nos fita é preciso dizer de repente, três vezes, cuspindo sempre fora: “Santos em mim / Quebrantos em ti.”
  • Quando se encontra um sapo e por acaso se lhe dá pancada, é necessário acabar com ele de todo, senão vai ter com a pessoa à cama.
  • Quando se vê um sapo, para não acontecer mal, é preciso cuspir fora três vezes.
  • É muito mau, quando um sapo entra em casa. É preciso ir ver logo se ele tem os olhos cosidos, para lhos descoser, porque se não se faz isto, a pessoa a quem fizeram feitiçaria com ele, morre imediatamente.
 
Habilidades e Curiosidades:Os olhos destes sapos possuem uma cor tipicamente avermelhada nos adultos, e a coloração dorsal é muito variável. Os sapos são animais inofensivos para o Homem, apesar da crença popular lhes atribuir numerosos males, sendo o mais comum, o de provocar o cobro ao serem tocados e o da sua urina provocar cegueira. Não existe qualquer evidência que tal ocorra. As secreções da sua pele podem provocar irritações, particularmente das mucosas, e geralmente o problema limita-se a um ardor passageiro. É um aliado incondicional do agricultor, devido à caça que dá a toda a sorte de insectos e a muitos outros animais nocivos aos produtos hortícolas, inclusivamente, micro-roedores, mais conhecidos por “ratinhos do campo”. Infelizmente, ainda são utilizados como instrumento de feitiçarias e magia negra, desde o séc. III, uso que ainda persiste na sociedade, tanto urbana como camponesa.
 
Feitos e manias:Os sapos gostam de leite e procuram-no juntos dos humanos. Quando se sentem ameaçados, incham o corpo e baixam a cabeça, ostentando as glândulas parótidas, e enquanto isso mantêm o corpo elevado pelos membros posteriores, chegando por vezes a expelir urina.
 
Habilitações:Guardado em casa e criado como animal de semi-estimação, o sapo funciona como desumidificador, insecticida qualificado e bom jardineiro.
Dizem do sapo que, à semelhança do que é dito da serpente e do basilisco, fascina com o olhar.
 
Conteúdo Desenvolvido por:
 
Ana Caramujo Marcelino Canas
Biólogo Marinha do Fluviário de Mora
 
Fluviário de Mora
Educação – Falas do Rio
Medrar na Ribeira Raia
 
Adaptado de:
Maria Teresa Meireles
BI de Sapos e Rãs
2ª Edição
2004, Lisboa
Apenas Livros, Lda. p. 38
ISBN: 972-8777-17-5
 
http://www.fluviariomora.pt/index.php
 
Bibliografia consultada:
J. M. Pargana, O.S. Paulo, E. G. Crespo, Anfíbios e Répteis do Parque Natural da Serra de S. Mamede, Parque Natural de S. Mamede/ICN, 2ª edição, Portalegre, 1998, p. 101
 
Noémio de Sousa, Viagem Maravilhosa ao Mundo dos Anfíbios de Portugal, Aquário Vasco da Gama, Lisboa, 2008, p. 47

tags:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 14:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Novidades!

 

Uma vez por mês, a Dra. Ana Canas, bióloga do Fluviario de Mora, vai escrever no meu blog um artigo sobre algumas espécies de água doce.

 

Está atento e vem descobrir mais sobre as espécies de água doce.

 
Obrigado Fluviario de Mora!
 
Verdinho
sinto-me:
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 14:11
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

A FESTA NA FLORESTA

publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 10:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Cuida do Ambiente…

Sabias que o tema do Dia Mundial do Ambiente em 2009 é “O nosso planeta precisa de nós: Unidos contra as mudanças climáticas”?

 
O dia Mundial do Ambiente é comemorado no dia 05 de Junho e foi instituído pelas Nações Unidas.
 
O ambiente é tudo o que nos rodeia. Se olhares à tua volta vais encontrar elementos da natureza que compõem o meio ambiente. Podes observar a água, a terra, o ar, os animais (fauna), as plantas (flora), os habitats, a luz, e muitos outros.
 
Curiosidade: O dia Mundial do Ambiente foi comemorado pela primeira vez em 1972.
 
Sabias que a natureza produz as riquezas e os recursos que utilizamos para várias coisas? É verdade, ela dá-nos alimentos, remédios, riquezas minerais e vegetais, espaços para brincar e tantas outras coisas.
 
Mas devemos usar os recursos que o meio ambiente nos dá sem exagerar e sem pôr em perigo a Terra.
 
A acção do homem está a colocar em risco o ciclo natural da vida.
 
Os terrenos férteis estão a desaparecer muito depressa, o ar está cada vez mais escuro e sujo. Os mares, os rios e os lagos são utilizados como um grande caixote do lixo. As nossas florestas são, cada vez mais, destruídas pelos incêndios.
 
Todos nós temos que cuidar do Ambiente.
 
Temos de reduzir o consumo de energia, de água e de outros recursos, como a floresta. Devemos defender as espécies em vias de extinção, cuidar dos habitas naturais e reduzir a quantidade de lixo que fazemos.
 
Todos nós podemos ajudar a proteger o Ambiente.
 
Verdinho
publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 10:29
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Concurso Ambiente - AS SETE LEIS VERDES

... E os vencedores do  concurso - As Sete Leis Verdes são:
 

1º Mundo (Im)Perfeito
                   Espaço “A Criança”
Bobadela - Loures

 

 

2º Reutilizar e aos Fogos Dizer Não
                  Jardim-Escola João de Deus de Torres Novas
                  Bibe Amarelo – 3 anos
 

 

 3º A Natureza Viva
 Jardim-Escola João de Deus de Estarreja
   3º ano

 

 

 3º Salvar o Planeta

Jardim-Escola João de Deus de Torres Novas
Bibe Azul – 5 anos
 

 

Muitos parabéns aos vencedores e a todos os que participaram no concurso. Os trabalhos são todos muito bons. Obrigado! E não se esqueçam de proteger o ambiente!

 

publicado por verdinho_naturezabrincalhona às 19:21
link do post | comentar | favorito